quarta-feira , 8 de dezembro de 2021

CRMV – Ce Alerta Para Prevenção Do Câncer De Mama Animal Durante O Outubro Rosa

Durante todo o mês de outubro, a população humana é alertada sobre os riscos do câncer de mama.

O principal alvo da mobilização social são as mulheres, mas a ação também é importante para a saúde animal: estima-se que a incidência de câncer de mama em cadelas seja de 45%, e que aproximadamente 30% das gatas sejam diagnosticadas com a doença.

A redução desses números depende da atenção e do cuidado dos proprietários dos animais. Como forma de ajudá-los a zelar pela saúde de seus amigos de quatro patas.

“Assim como seres humanos, nossos pets também podem ser diagnosticados com o câncer de mama. Por isso, a importância de, sempre que possível, você leve seu animal ao médico-veterinário para que sejam realizados os exames de rotina, e, caso seja observado alguma anormalidade, seu animalzinho possa receber o tratamento adequado”, destacou o Presidente do CRMV-CE, Francisco Atualpa Soares Júnior.

Casos mais frequentes

As neoplasias mais comumente encontradas em cadelas são as neoplasias mamárias. Em gatas, representam o terceiro tipo mais frequente de tumores. Semelhante aos seres humanos, os animais de companhia apresentam maior longevidade na atualidade, o que implica em um aumento na probabilidade de desenvolvimento de tumores malignos.

Tumores mamários representam 25 a 50% dos tumores caninos, sendo que a metade são considerados malignos. Em gatas, aproximadamente 80% desses tumores são malignos com alta probabilidade metastática e muitas vezes fatal. Geralmente são detectados em animais velhos, entre 10 e 11 anos, sendo extremamente raro em cadelas e gatas abaixo de 5 anos. Não existe uma predisposição racial em cadelas, embora observe-se maior risco nas raças puras. Entre as gatas, as siamesas são as mais acometidas.

A maioria dos animais com neoplasia mamária é clinicamente saudável quando o diagnóstico é realizado e os tumores podem ser identificados pelos proprietários ou pelo profissional, no momento do exame clínico de rotina. As neoplasias mamárias caninas e felinas se apresentam, normalmente, como nódulos circunscritos de tamanhos variados, podendo estar associadas a ulcerações e reações inflamatórias locais.

Prevenção

O diagnóstico baseia-se em minucioso exame clínico realizado pelo profissional médico-veterinário que poderá ser associado a exames complementares, como citologia aspirativa dos nódulos detectados, exames de imagem (Raio-X e Ultrassonografia) e exames hematológicos.

Por ser uma grande ameaça à saúde dos cães e gatos, devemos ficar atentos a medidas preventivas como: evitar a obesidade, visitar frequentemente o seu veterinário, principalmente em cadelas e gatas acima de 5 anos, evitar o uso de contraceptivos sem supervisão estrita de seu veterinário e realização da ovariosalpingohisterectomia eletiva em idade precoce.

Cadelas que são esterilizadas antes do primeiro cio apresentam um risco de 0,5% de desenvolver tumores mamários em comparação com as sexualmente intactas. Aquelas que são esterilizadas antes do segundo cio apresentam um risco de 8% e as que são esterilizadas após o segundo cio e antes de dois anos e meio de idade apresentam um risco de 26% .

Gatas castradas antes dos 6 meses de idade apresentam redução de 91% no risco de desenvolvimento de neoplasias mamárias quando comparadas com fêmeas não castradas; além disso, o efeito protetor da castração diminui rapidamente de 86% entre os 7 e 12 meses de idade e de 11% entre os 13 e 24 meses. (DALECK et al., 1998)

Nas cadelas e gatas que já apresentam formações nodulares, o tratamento cirúrgico radical (mastectomia) é mais efetivo quando realizado precocemente, podendo ser ou não associado a protocolos radioterápicos e/ou quimioterápicos adjuvantes.

A observação de tais condutas, tanto preventiva quanto curativa, por parte do tutor e/ou responsável, são de grande impacto na relação desta patologia com a qualidade de vida e na longevidade saudável de nossos pets.

A prevenção do câncer de mama em animais começa em casa, na verificação que pode ser realizada pelo proprietário do animal, quando poderá ser observado nódulos. O atendimento médico-veterinário é imprescindível para confirmação, tratamento e manutenção do bem-estar do seu pet.

Outubro Cor de rosa
O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama nas mulheres. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença.

Recentemente, o mês tem sido usado como um período de alerta para que os proprietários evitem a doença em animais. Esse é o terceiro ano da Campanha Nacional de Prevenção Contra o Câncer de Mama em Animais de Companhia.

CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522