domingo , 11 de abril de 2021

Financiamento Do Convênio Será Compartilhado

Em sistema de coparticipação, trabalhadores terão acesso aos serviços médicos a preços abaixo do mercado

 

Nesta quarta-feira (28), o Governo do Distrito Federal lançou o Plano de Saúde dos Servidores, o GDF Saúde. O convênio vai possibilitar que mais de 500 mil pessoas, entre funcionários públicos da administração direta, indireta e fundacional e seus dependentes, possam ter acesso a serviços médicos com valores bem abaixo do mercado. Isto só é possível porque o benefício segue o sistema de coparticipação, ou seja, a conta de saúde do servidor será dividida com o executivo local.

Segundo o regulamento do plano, quem optar pela adesão pagará uma mensalidade de 4% da remuneração mensal bruta. Se tiver dependentes, será acrescido o índice de 1%, por familiar. Os descontos serão feitos em folha de pagamento e terão um valor mínimo e um teto.

Para os servidores titulares, a mensalidade vai variar entre R$ 400 e R$ 1 mil. Os dependentes pagarão de R$ 200 a R$ 300, no caso dos ativos; e R$ 400 para os inativos. É importante esclarecer que entram na lista de dependências: o cônjuge ou companheiro (a), reconhecidos na forma de Lei Civil; os filhos menores de 21 anos; os filhos inválidos; e os filhos estudantes universitários até 24 anos.

Além da mensalidade, os servidores também vão contribuir com percentuais referentes aos serviços prestados. Para assistência ambulatorial, o percentual será de 30% sobre a tabela estabelecida pelo Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (Inas). Em casos mais complexos como quimioterapia, radioterapia, cirurgia e internação, o índice aplicado será de 5%. Já para a assistência em psicologia, fonoaudiologia e terapia ocupacional ambulatorial, a alíquota é de 50%.

Para se ter uma ideia do custo, a visita ao médico para tratar uma doença vai custar ao beneficiário R$ 28,60 nas consultas agendadas e R$ 25,82 para as emergenciais, em pronto-socorro. A segurança financeira dos servidores também foi um cuidado tomado pelo governo. Por isto, está previsto no regulamento do plano o limite de R$ 5 mil, por evento, para descontos na coparticipação em caso de internação clínica e cirúrgica.

GDF Saúde

Conheça o plano de saúde dos servidores:

*Percentuais de coparticipação*

Assistência Médica:  30% para atendimento ambulatorial em geral; 5% para atendimento ambulatorial de quimioterapia, radioterapia e terapia renal substitutiva;

Assistência em psicologia: 50% para assistência em psicologia, fonoaudiologia e terapia ocupacional ambulatorial; 5% para assistência em Hospital-Dia (saúde mental);

Internação clínica e cirúrgica: 5% , limitada a R$5.000,00 por evento.

*Carências*

– Para atendimento de urgência e emergência, 24 horas, após efetivação da adesão;

– Para consultas, 60 dias;

– Para exames complementares, 90 dias;

– Para parto a termo, 300 dias;

– Para os demais casos, 180 dias.

Fonte: Renata Moura, Da Agência Brasília

CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522