quinta-feira , 6 de agosto de 2020

Hran já Recebeu mais de 100 Obras e Reparos Estruturais em 2020

Melhorias não alteraram o fluxo de atendimento na unidade referência no tratamento da Covid-19 no Distrito Federal

O hospital recebeu manutenção nas redes elétrica e hidráulica e pintura geral na área interna. Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde

Referência no atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus Sars-CoV-2, o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) foi a unidade da rede pública de Saúde do Distrito Federal que mais recebeu obras e manutenções neste ano. Torná-lo sentinela para os casos de Covid-19 exigiram grandes mudanças.

Já de longe é possível observar a pintura externa renovada e a placa de identificação do pronto-socorro nova instalada. Quatro salas de cerca de 20 m² foram reformadas, sendo que duas são refrigeradas, mais um salão anexo para adaptação de outros ambientes refrigerados, caso seja necessário. O hospital recebeu manutenção nas redes elétrica e hidráulica e pintura geral na área interna. Um plano de contingência para acomodar corpos, caso necessário, foi criado.

Também foram feitas readequação da Pediatria para instalação de dez leitos de UTI, readequação do quadro de energia da UTI, com troca dos disjuntores com o objetivo de evitar queda de energia devido à sobrecarga com respiradores. Foi substituído o tanque de oxigênio de seis mil metros cúbicos para instalação de um novo com capacidade para 18 mil metros cúbicos. Houve a troca de válvulas de oxigênio e vácuo de todas as enfermarias do hospital. Troca das tubulações de água quente no subsolo. Troca das resistências do Bowles.

O gerador de energia elétrica agora funciona em locais que não recebiam alimentação emergencial de eletricidade em caso de quedas. Foi feito cabeamento de alimentação para alguns locais do Hran. De acordo com o diretor da Atenção Secundária da Região de Saúde Central, Pedro Zancanaro, essa readequação se mostrou mais que necessária no início desta semana quando faltou luz na Asa Norte. “Nenhum dos pacientes entubados estava em perigo por falta de cobertura do gerador”, lembra o diretor. Todo o hospital teve a comunicação visual renovada com novos letreiros e avisos fixados.

Hran estuda filtro de segurança de aparelho de função pulmonar

Pedro Zancanaro também destaca as obras que o hospital recebeu e observa um ambiente melhor e mais seguro para todos. “Essas readequações trouxeram melhor ambiência para os trabalhadores e adequações às regras sanitárias. Os servidores e pacientes se sentem mais protegidos quando há adequações prediais em seus locais de trabalho”, completa.

O Box de emergência foi revitalizado e hoje tem perfil de UTI semi-intensiva. Por lá, são seis leitos de emergência, sendo que quatro com suporte de hemodiálise. Infiltrações foram retiradas dos banheiros, que receberam lavatório de inox. Em vários setores houve ampliação das tomadas, dos pontos de internet (passaram de cinco para oito), readequações nos aparelhos de ar condicionado, ar comprimido, nos pontos de oxigênio.

Radiologia

Foi instalado um novo tomógrafo, um tanque e uma bancada para desparamentação dos servidores, revitalização da pintura de todo o núcleo, reparos no piso, trocas de maçanetas e fechaduras, trocas de portas de banheiros, readequação de duas portas das salas de tomografia e raio X redimensionando para 1,20m, possibilitando a entrada de macas e cadeiras de rodas, com o objetivo de viabilizar o atendimento mais adequado neste núcleo.

Houve, também, a manutenção das enfermarias do 7º andar com troca de fechaduras e portas. As enfermarias do 4º andar tiveram colocação de gesso e colocação do portal, substituição de lavatório e vasos sanitários. Também ocorreu a reposição e troca de lâmpadas de vários setores do hospital. Troca de vidros quebrados na UTI e corredor do pronto-socorro. Manutenção de banheiro no Centro de Material e Esterilização (CME).

Em uma das enfermarias do 5º andar teve pintura, revisão elétrica, revisão hidráulica. Na Sala do Núcleo de Recepção da Emergência (Nurem) teve a pintura de paredes, revisão elétrica e colocação de uma porta de ferro.

O centro cirúrgico recebeu novas torneiras obedecendo as normas da Anvisa. Por lá, foram trocados o quadro de energia, tomadas, lâmpadas fluorescentes por LED, duas divisórias para dividir espaço de Covid-19 e convivência e colocada pia em espaço de desparamentação. Na Anatomia e lavanderia seis banheiros foram readequados. Este setor também recebeu manutenção nas portas de ferro, colocação de corrimãos na escada, colocação de bancadas de pedras para uso de dobras de roupas privativas e enxovais, pintura de um salão da área de convivência, divisória para obter um espaço para alimentação dos servidores, fora da área da lavanderia.

O jardim central ganhou alambrado de alumínio para proteção do espaço. Instalação de rede elétrica trifásica para alimentação dos equipamentos de ar no centro obstétrico, centro cirúrgico, UTI, Pediatria, Alas 1, 2, 3 e 4 do pronto-socorro e Box de Emergência.

O Hran recebeu, também, manutenção geral e instalação de seis condicionadores de ar nas Alas 1, 2, 3 e 4 do pronto-socorro e Pediatria.

Ar-condicionado

O Hran recebeu, também, manutenção geral e instalação de seis condicionadores de ar nas Alas 1, 2, 3 e 4 do pronto-socorro e Pediatria. As estações de fornecimento de oxigênio, ar comprimido e vácuo, de vários setores, receberam manutenção.

A rede de esgoto principal e de vários setores recebeu manutenção. A iluminação e elétrica do pronto-socorro, a tela de todo alambrado em todo perímetro do hospital e a rede de água quente no expurgo do 5º andar foram restauradas. Várias paredes receberam restauração e pintura conforme padrão no pronto-socorro.

Reparos foram feitos no teto para retirada de vazamento, substituição de gesso e pintura no banheiro no 6º andar, troca de quatro peças de piso e rejuntamento em banheiro do 7º andar. Os banheiros receberam tampa novas para os vasos sanitários, substituição de duchas, manutenção dos registros, troca da porta e portal completos, substituição de iluminação por LED, torneira de lavatório e iluminação do 5º andar.

O Hran segue atendendo de portas abertas os pacientes com sintomas da Covid-19 e prestando assistência aos acometidos pela doença que precisam de internação na emergência, enfermarias e UTIs. O Ambulatório possui uma ala exclusiva para os egressos da Covid-19 manterem em vigilância as funções do aparelho respiratório. A ala de queimados continua operando normalmente.

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA*
*Com informações da Secretaria de Saúde
CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522