quinta-feira , 3 de dezembro de 2020

PROFISSIONAIS DO HRAN COMEÇAM A SE HOSPEDAR EM HOTÉIS

Residir com grupos de risco e estar trabalhando na linha de frente com pacientes com Covid-19 são critérios de seleção

        Desde o dia 18 de abril, 26 servidores do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) estão hospedados em 20 apartamentos no Hotel Saint Paul. A hospedagem faz parte das ações para beneficiar os trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente contra o novo coronavírus.

O deputado distrital José Gomes (PSB) doou as diárias, pelo prazo de trinta dias. Até o momento, 13 médicos, quatro enfermeiros e nove técnicos de enfermagem, estão hospedados. Eles foram selecionados pela direção do hospital, que deu prioridade para aqueles que já estavam em hotéis, mas pagando com recursos próprios.

Nos próximos dias, mais profissionais que trabalham no Hran, referência no tratamento da Covid-19, serão hospedados em hotéis da capital.  Uma parceria entre a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Turismo vai possibilitar que os profissionais que atuam na linha de frente do atendimento a pacientes com coronavírus possam ter o benefício.

No primeiro momento, as vagas serão para os servidores que trabalham no Hospital Regional da Asa Norte, podendo ser ampliadas, posteriormente, para profissionais de outras regiões.

“Os critérios de seleção para as hospedagens são para servidores que residem com pessoas em grupo de risco e que estejam no contato mais frontal com os pacientes com Covid-19”, informa a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida.

Inscrição

Foi aberta uma plataforma no Google Forms para os servidores interessados se inscreverem. A plataforma on-line ficou aberta pelo prazo de quatro dias e se encerrou no último dia 14 de abril. Foram 224 inscritos. A maioria composta por profissionais da Enfermagem e médicos. A princípio, só 12 servidores não atendiam aos critérios, pois, estão em teletrabalho.

“Abrimos 250 vagas somente para o Hran, com a possibilidade de expandir esse quantitativo, pois estamos contratando novos servidores que não tiveram a oportunidade de se inscrever e podem precisar dessas hospedagens”, salienta Silene.

De acordo com a subsecretária, a situação da Covid-19 é muito dinâmica, pois na época em que o governador Ibaneis Rocha anunciou a medida, a clientela principal era o Hran por ser o único hospital de referência. No entanto, com a mitigação todos os hospitais passam a receber pacientes suspeitos e essas diárias podem ser expandidas. “Depende da demanda e dos leitos contratados pela Setur”, afirma.

O processo está sendo elaborado pela Secretaria de Turismo, com o apoio da Secretaria de Economia, que publicou dispensa de licitação no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (27) para a contratação de empresa especializada na prestação de serviços de hospedagem e hotelaria, em apartamento individual (single), com café da manhã, almoço e jantar para alojar os profissionais de saúde, vinculados à Secretaria Saúde, lotados no Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

“A ideia do governador é dar segurança ao profissional de saúde que está na linha de frente dessa guerra contra o coronavírus e tem familiar em grupo de risco. É mais uma ação de cuidado e valorização dos servidores”, finaliza a subsecretária de Gestão de Pessoas.

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA *
*Com informações da Secretaria de Saúde
CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522