domingo , 11 de abril de 2021

COVID 19: Confira a Entrevista que o DIRETOR-GERAL DO DETRAN/DF, ZÉLIO MAIA Deu ao Antenados

ZÉLIO MAIA  – DIRETOR-GERAL DO DETRAN/DF

 

 

Zélio Maia da Rocha é advogado formado pelo UNICEUB. Desde 1990 atua como advogado militante nas áreas de direito penal, trabalhista, constitucional e administrativo. É também procurador do Distrito Federal, licenciado de ambas as atividades desde que assumiu o cargo de diretor-geral do Detran em fevereiro do ano passado.

Revista Antenados: Como o senhor avalia este momento pelo qual estamos passando devido à pandemia causada pela Covid-19?

Zélio Maia: Este período de pandemia tem sido muito difícil para todos nós: vidas perdidas em razão da Covid-19, dificuldades financeiras, muitos desafios. Eu assumi o Departamento de Trânsito do Distrito Federal 15 dias antes da pandemia estourar no Brasil, levando o governo local a decretar quarentena. Diante da situação emergencial, precisei adotar medidas firmes e inovadoras para superar as dificuldades impostas pela crise, mas sem deixar de observar as necessidades da população.

Revista Antenados: Quais as ações que o Detran está realizando para ajudar a população do DF neste momento? 

Zélio Maia: Mesmo com a pandemia, o Detran praticamente não parou e tem sido um grande aliado da população do Distrito Federal na prevenção do novo coronavírus.

Quando o cidadão pensa no Detran ele imagina suas ações de fiscalização e também de educação. No entanto, o Detran tem uma cadeia produtiva muito grande. Existe uma enorme cadeia econômica que depende do Detran. Como sempre nos preocupamos com a saúde e a vida, buscamos o equilíbrio entre a suspensão de serviços e as atividades econômicas.

No ano passado, ficamos quase três meses com o atendimento ao público suspenso, mas fomos o primeiro órgão do GDF a reabrir em 1º de junho de 2020. Fizemos isso com muita responsabilidade e por entender a importância dos serviços que prestamos aos cidadãos do Distrito Federal. Durante esse período de lockdown, o Detran não se furtou de sua missão institucional e manteve as ações de fiscalização, engenharia e educação de trânsito de forma ininterrupta: as equipes de fiscalização atuaram na linha de frente, no controle do trânsito, principalmente nos pontos de testagem. Já os servidores da educação de trânsito, por exemplo, se mobilizaram e organizaram ações de arrecadação de alimentos para atender aos mais vulneráveis e a engenharia de trânsito também se manteve atuante, garantindo a sinalização das vias. Fomos retomando aos poucos, sempre observando os protocolos e as medidas de segurança de forma a proteger também nossos servidores.

Por outro lado, a pandemia forçou o órgão a se superar em pouquíssimo tempo e dar um salto de qualidade no atendimento ao público. Em agosto do ano passado, lançamos o novo Portal de Serviços e o aplicativo Detran Digital. Disponibilizamos 28 serviços pela internet para atender a população sem que ela precisasse sair de casa, tais como: alteração de endereço, consulta de débitos, emissão de documentos, impressão da credencial de estacionamento para idoso, entre outros.

Atualmente, integramos a força-tarefa para orientar a sociedade quanto às medidas restritivas de circulação e assim coibir aglomerações, evitando a transmissão da Covid-19, além de, diariamente, cumprir a missão legal de promover a segurança e a fluidez no trânsito, retirando das vias aqueles condutores que insistem em não respeitar as regras de trânsito.

Além disso, fomos considerados órgão essencial no exercício de suas atividades e excepcionalizados nos decretos que previam a suspensão de serviços ao público, portanto mantemos o atendimento ao cidadão, sempre observando as medidas de proteção e distanciamento social.

Revista Antenados: Qual mensagem o senhor deixa para a população neste momento tão complicado de pandemia?

Zélio Maia: Mais do que nunca é preciso estar alerta e se proteger contra o coronavírus. Cada um precisa fazer a sua parte e contribuir para o fim desta pandemia. Quem não precisa estar nas ruas deve ficar em casa, evitar aglomerações, usar sempre a máscara de forma correta e higienizar as mãos, protegendo a si e aos demais.

Outra questão muito importante é a conscientização da população em cumprir as regras de trânsito e assim evitar acidentes, de forma a não sobrecarregar o sistema de saúde que está focado no atendimento aos pacientes da Covid-19. No ano passado, conseguimos uma redução histórica de 45% no número de mortes nas vias administradas pelo Departamento, contabilizando 53 vítimas contra 96 em 2019. Que neste ano possamos seguir com essa redução.

CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522