sexta-feira , 22 de outubro de 2021

Esportista Do Bolsa Atleta Se Destaca Na Marcha Atlética

Max Batista Santos treina em Sobradinho e quer uma vaga no mundial

O esporte entrou na vida de Max Batista Santos por meio de um amigo que o convidou, há 15 anos, para conhecer o Centro de Atletismo de Sobradinho (Caso), projeto social que forma atletas da modalidade no Distrito Federal. “A princípio, apareci por conta do lanche no final do treino e acabei ganhando muito mais que isso”, diz. Hoje, ele continua a se exercitar em alta performance, todos os dias, no Estádio Augustinho Lima, onde começou sua trajetória profissional e descobriu a aptidão para uma modalidade específica: a marcha atlética.

Há 15 anos, a convite de um amigo, Max
conheceu o Caso. Hoje, com vários títulos,
quer qualificação para o Mundial da modalidade
de 2022, que será realizado nos EUA
Fotos: Divulgação SEL

Nos primeiros três anos treinando com a turma do Caso, Max Batista, que recebe Bolsa Atleta, programa da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), chegou a se envolver com provas de velocidade e arremesso até, finalmente, se encontrar como um marchador.

“O que me deu a chance de ser hoje um atleta de ponta foi a marcha atlética”, afirma. Ele diz que demorou um pouco para pegar o jeito, mas no ano seguinte, ao iniciar na modalidade, já estava disputando seu primeiro campeonato brasileiro.

Assim como no ano passado, no primeiro semestre de 2021 ocorreram alterações no calendário esportivo de todo o Brasil devido à covid-19. Apesar de contratempos comuns do momento presente, Max Batista comemora seu desempenho atual, que considera superior se comparado aos anos anteriores.

“Esse foi um dos melhores anos da minha carreira. Fui campeão da Copa do Brasil nos 50 km, quarto lugar na Copa Pan-Americana de Guayaquil (no Equador) e completei o pódio junto com meus companheiros de equipe no Troféu Brasil.”

No Troféu Brasil Loterias Caixa, em São Paulo, o Caso ocupou os três lugares mais altos do pódio, feito alcançado há 13 anos no mesmo campeonato. Nesta vez, na prova de 35 km, os vencedores foram respectivamente, Caio Bonfim, que se prepara para disputar sua terceira edição das Olimpíadas; Max Batista Santos e Diego Lima. Para o segundo semestre deste ano, Max deve participar de torneios no México, no mês de outubro.

“Meu objetivo é alcançar qualificação para o Mundial do próximo ano, que acontecerá nos Estados Unidos”.

* Com informações da Secretaria de Esporte

CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522