sábado , 2 de julho de 2022

UPAs recebem 854 novas poltronas para pacientes e acompanhantes

Com essas aquisições, o Hospital de Base e o de Santa Maria também passam a oferecer mais conforto à população

 

O Hospital de Base (HBDF), o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e as unidades de pronto atendimento (UPAs) do Distrito Federal já estão recebendo novas poltronas para dar mais conforto aos pacientes e seus acompanhantes.  Para tanto, o investimento do GDF é de aproximadamente R$ 680 mil. Só para o Hospital de Base,  estarão disponíveis para o uso 50 poltronas hospitalares e 38 poltronas para hemodiálise e quimioterapia, adequadas e com rodas para a melhor mobilidade dos pacientes durante as sessões de tratamento. No total, são 896 equipamentos específicos.

Para hemodiálise e quimioterapia, são 38 novas poltronas no Hospital de Base e quatro no Hospital Regional de Santa Maria

A medida faz parte das ações de renovação de equipamentos das unidades de saúde, em prol da qualidade do atendimento ao público. “Entendemos que o ambiente hospitalar deve ser o mais confortável possível e trabalhamos para promover cada vez mais melhorias”, explica a diretora-presidente substituta do instituto, Mariela de Jesus. “Os pacientes graves continuarão fazendo diálise em macas, por estarem frágeis e debilitados, mas as novas poltronas para a realização de tratamento são adequadas para casos não tão graves. Além disso, estamos promovendo uma melhor comodidade ao acompanhante de maneira geral, em todas as áreas dos hospitais e ainda nas UPAs”.

Somente no Hospital de Base foram atendidos 792 pacientes de quimioterapia, de agosto de 2021 a janeiro deste ano. Por mês, entre julho e dezembro de 2021, aproximadamente 600 pessoas realizaram hemodiálise no hospital. No ambulatório da oncologia, entre agosto do ano passado e janeiro de 2022, foram atendidos 2.170 pacientes.

Ao todo, o instituto distribuirá em suas unidades de atendimento 854 novas poltronas para acompanhantes e 42 poltronas para hemodiálise/quimioterapia – dessas, 38 vão para o HB e quatro para o HRSM. “Desde o início do processo recebemos a demanda dos gestores de cada unidade de atendimento, hospitais e UPAs, e vamos atender a cada demanda integralmente”, finaliza Mariela.

*Com informações do Iges-DF

CONTATO
ANTENADOS@ANTENADOS.COM.BR

(61) 98649-0522